quarta-feira, 9 de junho de 2010




"Hoje eu não quero sentir dor. Não quero nada, essa estrada eu já sei aonde vai dar. Vai dar em nada, não quero ir, nem voltar... Fico com ar de quem espera um aceno, um sinal... Hoje eu não quero dor, hoje eu não quero flor, não quero nada que rime com o amor..."

Nenhum comentário:

Postar um comentário