sexta-feira, 26 de março de 2010

...Experiência?!.....



Num processo de seleção da Volkswagen, os candidatos deveriam responder a seguinte pergunta: "Você tem experiência?”
A redação abaixo foi desenvolvida por um dos candidatos. Ele foi aprovado e seu texto está fazendo sucesso, e ele, com certeza,será sempre lembrado por sua criatividade, sua poesia e, acima de tudo, por sua alma.

REDAÇÃO VENCEDORA:

Você tem experiência?
Já fiz cosquinha na minha irmã só pra ela parar de chorar, já me queimei brincando com vela. Eu já fiz bola de chiclete e melequei todo o rosto, já conversei com o espelho, e até já brinquei de ser bruxo. Já quis ser astronauta, violonista, mágico, caçador e trapezista. Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já passei trote por telefone. Já tomei banho de chuva e acabei me viciando. Já roubei beijo. Já confundi sentimentos. Peguei atalho errado e continuo andando pelo desconhecido.

Já raspei o fundo da panela de arroz carreteiro, já me cortei fazendo a barba apressado, já chorei ouvindo música no ônibus.
Já tentei esquecer algumas pessoas, mas descobri que essas são as mais difíceis de se esquecer. Já subi escondido no telhado pra tentar pegar estrelas, já subi em árvore pra roubar fruta, já caí da escada de bunda. Já fiz juras eternas, já escrevi no muro da escola, já chorei sentado no chão do banheiro, já fugi de casa pra sempre, e voltei no outro instante.

Já corri pra não deixar alguém chorando, já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só. Já vi pôr-do-sol cor-de-rosa e alaranjado, já me joguei na piscina sem vontade de voltar, já bebi uísque até sentir dormentes os meus lábios, já olhei a cidade de cima e mesmo assim não encontrei meu lugar. Já senti medo do escuro, já tremi de nervoso, já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial. Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar.

Já apostei em correr descalço na rua, já gritei de felicidade, já roubei rosas num enorme jardim.
Já me apaixonei e achei que era para sempre, mas sempre era um "para sempre" pela metade. Já deitei na grama de madrugada e vi a Lua virar Sol, já chorei por ver amigos partindo, mas descobri que logo chegam novos, e a vida é mesmo um ir e vir sem razão. Foram tantas coisas feitas, momentos fotografados pelas lentes da emoção, guardados num baú, chamado coração. E agora um formulário me interroga, me encosta na parede e grita: "Qual sua experiência?".

Essa pergunta ecoa no meu cérebro: experiência. experiência... Será que ser "plantador de sorrisos" é uma boa experiência? Não!
Talvez eles não saibam ainda colher sonhos!
Agora gostaria de indagar uma pequena coisa para quem formulou esta pergunta: "Experiência? Quem a tem, se a todo momento tudo se renova?"

Tempo perdido!

Eu quero fazer um Mea Culpa e dizer que eu perdi tempo demais. Perdi tempo me preocupando com o que não devia e me despreocupando com o que precisava. Perdi tempo tentando acertar, quando onde eu mais aprendia era quando errava. Tentei arrumar relações que estavam quebradas há muito tempo e desisti de coisas cedo demais. Desisti da minha primeira vocação aos 9 anos de idade, porque não dava dinheiro, e voltei a descobrir meu talento beirando os 28 anos. Nunca, nunca deveria ter pensado que não podia.
Eu perdi tempo tentando fazer os outros felizes, quando não era responsável pela alegria de ninguém. Deveria ter amado menos quem não merecia, deveria ter amado mais quem era legal comigo. Eu tinha que não ter me preocupado se estava gorda ou magra, ao invés de organizar o que estava dentro de mim. Às vezes, a gente cuida demais do que está por fora, para não ficar pensando no que está dentro.
Deveria ter dado menos valor ao dinheiro e mais valor às pessoas. Deixado o telefone tocar mais vezes. Deixado a roupa suja acumular no cesto para lavar tudo em uma tarde só, uma que não tivesse mais nada para fazer, por sinal.
Eu devia não ter visto o Orkut de tanta gente. Aliás, deveria ter encerrado aquela conta e me preocupar mais com a vida que corre lá fora. Deveria ter desligado mais o computador, não conversar com as pessoas pelo msn e convidar elas para jantar na minha casa.
Eu devia ter começado a dirigir mais cedo e ter ido morar sozinha há muito. Deveria ter adotado um gato, quando tinha um cachorro- e um cachorro, ao invés de um gato. Eu perdi muito tempo decidindo fazer o bem, quando deveria ter mandado todo mundo à merda e fazer o que queria de verdade. E muitas vezes, o que eu queria mesmo era ter ficado longe de um monte de gente, ao invés de aturá-las.
Eu queria não ter perdido meu tempo pensando se perdoava ou não. Não ter cuidado tanto de convenções sociais. Ter sido mais mal educada e não ter agradecido quem me fez algum mal. Tem gente que eu preferia ter mandado para a fogueira, antes de tentar ser amiga delas mais uma vez.
Sempre fui muito civilizada e apenas baixei a cabeça, quando era o momento certo de fazer a coisa errada.
Eu perdi tempo demais sendo e desejando o que os outros queriam. Passei muito tempo vivendo a vida dos outros, vestindo o que os outros vestem, despindo o que os outros despem. Infelizmente, a nossa vida é regida pelo que os outros pensam. O filme dos outros, o trabalho dos outros, o salário dos outros, o carro, a casa, a família, o namorado, tudo nosso é dos Outros.
E eu cheguei à conclusão que os outros fazem exatamente a mesma coisa que a gente. Vasculham nossa vida. Procuram brechas, dizem que querem nossa felicidade, quando desejam mais é que você morra. Os Outros mentem tanto quanto a gente. Os Outros perdem o mesmo tempo que nós, com Outros de Outros de Outros de Outros, num círculo sem fim, nem começo, de preocupações e ansiedade com a opinião alheia.
Eu perdi muito tempo.
Agora, chega.

*..............!

quarta-feira, 24 de março de 2010

A ligação....!




De bobeira...falando sobre qualquer coisa que passa na vida...despretensiosa a qualquer acontecimento novo...e eis que ouço uma músiquinha conhecida.....e a surpresa toma conta do momento....era o celular...e no visor aparecia o nome DELE...o coração bateu apressado...surgiu por milésimos de segundos a pergunta: atender ou não atender?.....e porque não atender?!.....Atendi....a voz dele estava diferente...determinada a alguma coisa....e eu eufórica, atordoada....feliz!!! Ele começou a conversa como quem não quer nada...apenas saber como anda a vida....eu queria mesmo era saber “em qual rua minha vida vai cruzar a sua”.....e a conversa foi tomando forma...acho que se lembrou da minha profissão e decidiu “tomar” uns conselhos....ou simplesmente fazer um desabafo....disse em medo de mudanças...e nesse momento eu pensei: será eu a mudança?.....que audácia a minha pensar coisa assim...mas porque não pensar também?......a conversa durou longos 15 minutos e após fechar o celular ainda pensei em voz alta: vou mandar a conta da sessão amanhã mesmo....na verdade depois de todas aquelas palavras eu é quem deveria correr para o divã....deveria ouvir o que Lacan tem pra me dizer.....eu é que sou medrosa....não ele como me afirmou em nossa conversa....eu é que sou fraca...... não ele como disse várias vezes durante nossos eternos quinze minutos ....uma frase forte dita por ele foi: eu tenho medo de quebrar a cara...eu me mantive firme....respondi que isso faz parte da vida...que é assim que a gente aprende...quem tem medo de quebrar a cara sou eu cara-pálida!.....em nossa conversa, por algum motivo que eu não me lembro o que veio antes, ele disse: te vi na rua...você está linda....o que veio depois disso eu sei...fui um suspiro apertado da minha parte...foi uma vontade de explodir e ao mesmo tempo me conter....me esconder...me achar?!......então veio a pergunta que não queria calar: e como anda seu namoro?....Silêncio do outro lado da linha... pois é...disse em tom desanimado....essa é outra coisa que não consigo mudar.....quero...mas tenho medo...medo de não saber me adaptar a outra pessoa....algo na minha cabeça gritava: diga à ele que você terá paciência...que você saberá fazer vê-lo que a mudança pode ser prazerosa....mas o supereu foi bem mais forte...e eu simplesmente disse: é...fácil não é, mas é possível....eu tinha uma mistura de decepção...de dúvida....de saudade...de tristeza...e de medo também...!!!! Ainda penso no por que da ligação....ainda questiono pra mim mesma se o melhor é lutar por ele....ainda quero...e no minuto seguinte já não quero mais!!!!.....quero estar com ele...mas não quero salvá-lo....não quero salvar mais ninguém....quero que alguém me salve...afinal já dizia Lacan que é preciso uma falta, um lugar vazio para o outro entrar, que a mulher precisa ter uma fraqueza para que o homem possa se interessar por ela e assim satisfazer seu ego de ser indispensável na vida do outro...sendo assim...meu vazio tá aqui....escancarado...a céu aberto...quem precisa de salvação agora sou EU!

“Venha quando quiser, ligue, chame, escreva - tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim.”


“...e eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz. E entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz. A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente acha que o mundo está maluco e sonha com a praia do Espelho e com sonos jamais despertados antes do meio-dia. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida. E você me olha com essa carinha banal de "me espera só mais um pouquinho". Querendo me congelar enquanto você confere pela centésima vez se não tem mesmo nenhuma mulher melhor do que eu. E sempre volta.Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você está rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga. E, quando está longe de casa gosta de ouvir minha voz pra se sentir perto de você. E, quando pensa em alguém em algum momento de solidão, seja para chorar ou para ter algum pensamento mais safado, é em mim que você pensa. Eu sei de tudo." (Tati Bernardi)

terça-feira, 23 de março de 2010

....nosso destino é sempre nos encontrar!





Zé: Vortô pra ficá, né?
Maria: Não,acho q minha sina é sempre caminhá
Zé: Tu carece é de criar raíz minina
Maria: Num fala assim Zé,eu sinto q andei,andei, andei e num cheguei a lurgá nenhum,sinto q um tanto de coisa eu perdi e um tanto de coisa eu num consegui achar... Viver é assim mermo Zé?Essa coisa doida que muda sempre?A separação de quem a gente quer?Andança sem parar Zé?Parece tudo sonho.Viver é isso Zé?E o amor Zé,qdo é de verdade?E felicidade Zé,qdo é de verdade?
Zé: Ói,a felicidade é o contrario do amor né?A felicidade..
Maria: E na vida Zé,o q vem depois da morte?
Zé: Num sei.A gente só sabe perguntá,num sabe responder não
Maria: Acho q meu destino é sempre fazer o caminho de vorta.Adeus Zé!
Zé: Mas será pussivi minina q nossa sina seja sempre se dispidi
Maria: É não Zé!Nossa sina é sempre se incontrá.

***********************************************************

Adespois de tanto amor, de tanto beijo gostoso e tanto chero cheroso nós briguemo. Briguemo como se deve de brigá e na despedida inté se xinguemo, Eu te odeio, eu te desprezo, baba de cururu, mandinga de sapo seco cê vai pro norte que eu vou pro sul, nunca mais quero te ver, nunca mais quero te ver nem pintada de carvão lá no fundo do quintal.
E se algum dia, Deus me livre se algum dia contigo eu sonhá, eu acordo e faço três cruz, é cruz é cruz e écruz.
O Brasil é bem grande dá bem pra nós separá, eu engolí um saluto e ela ingoliu bem uns quatro e carquemo o pé no mato!
Mas um dia, um, dia nós se encontremo, num é bom nem recordá eu parti pra riba
dela com fogo aceso no olhar ela me deu um arrocho, que se eu não fosse
cabra froxo tava aqui em dois pedaço. E tanto cheiro cheiroso, e foi tanto beijo gostoso que nós nem se alembremo, o Brasil é pequeno e num dá pra nos separá...

Principe em um castelo encantado!







Há algum tempo escrevi esse texto e armazenei em meus arquivos, hoje procurando sei lá o que pela pasta esquecida o achei......relendo vários sentimentos e lembranças vieram à tona.....! postar pensei de cara...e tá aí entaum:



Ela passou o dia todo esperando a noite chegar, afinal ele perguntou na noite anterior que horas ela saia do trabalho, e se fez uma pergunta dessas é porque certamente voltaria para vê-la. Ela explicou tudo nos mínimos detalhes: “se a última paciente vier sairei as 19:40h”. Isso mesmo, ela disse com precisão 19:40h. Então teria que esperar ele aparecer ou ligar confirmando sua ida até as 20:00h.
Ela passou todo o dia pensando nele, pensando na noite anterior, ficava lembrando cada palavra, cada olhar, cada respiração. Teve vontade (muita diga-se de passagem) de enviar um torpedo desejando-lhe um bom dia, mas conteve sua ansiedade, afinal a noite ele estaria em seus braços, em seu poder.
Ela tinha medo, tinha muito medo dele não estar disposto a se apaixonar, pois faziam apenas 4 meses que havia terminado um relacionamento de 6 ou seriam 5 anos?
Mas ele não tinha o direito de não querer nada com ela, pois foi ele quem a seduziu, ele quem olhou nos olhos dela de maneira avassaladora, ela estava até com outro homem nesse dia.
Foi ele quem se fez de amigo, conversou horas com ela sobre os mais variados assuntos. FOI ELE QUEM A BEIJOU. ELE! Como ousaria agora simplesmente querer só festinha com ela?
O trabalho teve um gosto diferente, ela queria trabalhar muito para que o dia passasse rápido. Para que a noite tão esperada chegasse logo. E chegou, mas e ele?
Ela olhou incessantemente para o celular (vai que estava distraída e não ouviu quando lhe chegou um torpedo).
Tomou um banho daqueles, usou o seu sabonete liquido esfoliante de figo para dias especiais, não que esse dia fosse especial, afinal já havia se deitado com muitos homens até então, o que era especial era ele. Lavou os cabelos deixando-os sedosos e perfumados.
Na hora de se vestir colocou um pijama, não era um pijama qualquer, era o mais bonito da loja, para que ele a achasse “fofa”. E vestir um pijama era um plano, afinal iria parecer: ah!oi, que boa surpresa, estava até de pijama já, entre...
As horas foram passando depressa, e nada do telefone tocar, pode estar sem sinal pensou ela, mas conferiu e não estava.
Mas ele disse que viria, dizer, dizer, não disse, mas insinuou...Por que ele não iria querer outra noite tão linda como a passada?
E deitada em sua cama pensando em cada palavra, cada olhar, cada respiração da noite anterior, ela adormeceu, adormeceu e sonhou, sonhou com um castelo encantado, e dentro desse castelo, em seu quarto real dormia um príncipe que adoraria fazê-la feliz para sempre.

Pense!






E se o mundo acabasse amanhã? Você foi absolutamente feliz hoje? Você fez o que seu coração pediu que fizesse ou adiou tudo?

Você vive hoje uma vida que gostaria de viver por toda a eternidade?

Se você pudesse viver para sempre pelo o que você viveria?

segunda-feira, 22 de março de 2010

reflexão!!!!


As vezes quando o dia acaba fico pensando que mais um dia passou.....aquela sensação de estranheza como se ele estivesse passado em branco....sei que não é uma verdade, afinal, na minha profissão ajudo a tantas pessoas....então parei pra refletir o porque desse sentimento e percebi que me falta um amor, alguém pela qual eu possa suspirar, alguém pela qual eu possa passar o dia ansiosa querendo o momento do encontro, as vezes fico olhando as atualizações das colegas de orkut e todas aquelas fotos romanticas e felizes me dão inveja, não é inveja de querer o namorado delas pra mim, mas de querer UM namorado pra mim....esse fim de semana conversando com minha mãe sobre relacionamentos ela concluiu a conversa dizendo : "e se seu destino for ficar sozinha?!"....destino mais cruel esse não?!?.... bem de verdade eu realmente sou exigente, mas ter alguém pra me aborrecer mais do que me dar prazer fico sozinha mesmo! Ando mais preocupada que o normal com essa história...tantos rapazes "optando" por ser gay que me questiono se vai sobrar algum pra mim....rsrsrsr.....

Ainda bem que existem amigos para amar, abraçar, sorrir, cantar, escrever em recibos e tirar fotos bonitas...e a vida segue feliz...sua imaginação te preenche, seus amigos te dão colo, vodka e dias incríveis!!!!! =D