segunda-feira, 21 de março de 2011



Autismo. Um jeito diferente de ser e sentir.
Autismo faz com que as crianças sintam o mundo de forma diferente da maioria das outras crianças. É difícil para as crianças com autismo falar com outras pessoas e se expressar com palavras. Crianças com autismo geralmente guardam seus sentimentos para si mesmos e muitos não podem se comunicar plenamente sem ajuda especial. Eles também podem reagir ao que está acontecendo ao seu redor de forma inusitada. Ruídos normais podem realmente incomodar alguém com autismo - tanto que, muitas vezes, a pessoa cobre seus ouvidos. Crianças com autismo, frequentemente, não conseguem fazer amizade tão facilmente como as outras crianças. Mas elas precisam de amigos tanto quanto você. O autismo faz com que as crianças se comportem de modo incomum. Eles podem balançar as mãos, repetir algumas palavras várias vezes, terem crises de birra, ou brincar apenas com um determinado brinquedo. A maioria das crianças autistas não gosta de mudanças nas rotinas. Eles gostam de fazer as coisas sempre da mesma maneira. Eles também podem insistir que os seus brinquedos ou outros objetos sejam arrumados de uma determinada maneira e ficar chateados se são mudados de lugar. Se alguém tem autismo, o cérebro desta pessoa tem um problema numa função importante que é dar sentido ao mundo. Todos os dias, seu cérebro interpreta as imagens, sons, cheiros e outras sensações que você experimenta. Se seu cérebro não conseguisse ajudá-lo a compreender essas coisas, você teria dificuldade para falar, ir à escola, e fazer outras coisas cotidianas. Algumas crianças autistas são pouco afetadas pelo autismo, e isso faz com que elas só tenham um pouco de dificuldade na vida, outras podem ser muito afetadas, de modo que elas precisam de muita ajuda no dia-a-dia.
“Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas ainda não aprendemos a sensível arte de conviver com as diferenças."

02 de Abril – DIA MUNDIAL DA CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO

Nenhum comentário:

Postar um comentário