sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Promessas de casamento!



Em maio de 98, escrevi um texto em que afirmava que achava bonito o ritual do casamento a igreja, com seus vestidos brancos e tapetes vermelhos, mas que a única coisa que me desagradava era o sermão do padre. “Promete ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, amando-lhe e respeitando-lhe até que a morte os separe?” Acho simplista e um pouco fora da realidade. Dou aqui novas sugestões de sermões:

- Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?
- Promete saber ser amiga(o) e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?
- Promete fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos idealizados que não chegaram a se concretizar?
- Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?
- Promete se deixar conhecer?
- Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?
- Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?
- Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?
- Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?
- Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja?

Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher: declaro-os maduros.
( Martha Medeiros )

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Pra descontrair!




POEMAS DE UM CASAL PERFEITO

Poema escrito por Ele :
Que feliz sou eu , meu amor!
Já, já estaremos casados.
O café da manhã na cama,
Um bom suco e um pão torrado

Com ovos bem mexidinhos
Tudo pronto bem cedinho
Depois irei para o trabalho
E voce para o mercado

Daí voce corre prá casa
Rapidinho arruma tudo
E corre para o seu trabalho
Para começar o seu turno

Voce sabe que de noite
Gosto de jantar bem cedo
De ver voce bem bonita,
Alegre e sorridente

Pela noite miniséries,
Cineminha bem barato
Nada, nada de shoppings
Nem de restaurantes caros

Voce vai cozinhar prá mim
Comidinhas bem caseiras,
Pois não sou dessas pessoas
Que gostam de comer besteiras...

Voce não acha, querida
Que esses dias serão gloriosos?
Não se esqueça, meu amor
Que logo seremos esposos!

Poema escrito por Ela :
Que sincero, meu amor !
Que oportunas tuas palavras!
Esperas tanto de mim
Que me sinto intimidada

Não sei fazer ovo mexido
Como sua mãe adorada,
Meu pão torrado se queima
De cozinha não sei nada!

Gosto muito de dormir
Até tarde, relaxada
Ir ao shopping fazer compras
Com o Visa tarja dourada

Sair com minhas amigas,
Comprar só roupas de marca
Sapatos só exclusivos
E as lingeries mais caras

Pense bem, que ainda há tempo
A igreja não está paga
Eu devolvo meu vestido
E voce seu terno de gala

E domingo bem cedinho
Prá começar a semana,
Ponha aviso num jornal
Em letras bem destacadas :


HOMEM JOVEM E BONITO
PROCURA ESCRAVA BEM LERDA
PORQUE SUA EX-FUTURA ESPOSA
MANDOU ELE IR Á MERDA !


Quer saber o que penso? Você aguentaria conhecer minha verdade? Pois tome. Prove. Sinta. Eu tenho preguiça de quem não comete erros. Tenho profundo sono de quem prefere o morno. Eu gosto do risco. Dos que arriscam. Tenho admiração nata por quem segue o coração. Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser. Coragem boa de se mostrar. Dar a cara a tapa! Ser louca, estranha, linda, chata! Eu sou assim. Tenho um milhão de defeitos. Sou volúvel. Tenho uma tpm horrivel. Sou viciada em gente. Adoro ficar sozinha. Mas eu vivo para sentir. Por isso, eu te peço. Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio. Vire meu mundo do avesso! Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir... Um beliscãozinho que for, me dê. Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo. Este é o meu alimento: palavras para uma alma com fome. Meu coração é minha razão. Essa é a lógica que inventei pra mim.
Clarice Lispector

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Definitivo




Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.
Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções
irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado
do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter
tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que
gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.
Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas
as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um
amigo, para nadar, para namorar.
Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas
angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.
Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.
Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.
Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz.
Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um
verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do
sofrimento,perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional...


Carlos Drumond de Andrade
Em Abril o Rotaract Club de Amambai irá sediar a Adirc, evento que será realizado pela primeira vez na cidade de Amambai, por conta disso fomos desafiados a escrever um texto que envolvesse a Assembléia, mas que principalmente fizesse "propaganda" de nossa cidade, eu me atrevi e meu texto acabou sendo o escolhido pelos companheiros para ser o texto oficial do evento, então vamos lá.....postar pra divulgar! ;)



A cidade Crepúsculo te espera!
Amambai é um município brasileiro do sul de Mato Grosso do Sul, situado a 90 km de Ponta Porã e 50 km de Coronel Sapucaia (fronteira com o Paraguai). O Município está localizado numa região de relevo levemente ondulado, predominando os “Campos de Vacaria“ e “Mata de Dourados“. Em Amambai contamos com o pôr do sol mais bonito do estado. Além de possuir inúmeras belezas naturais contamos com um grande número de população indígena, o que gera uma mistura interessante nos costumes locais. A ADIRC 2011 do Distrito 4470 será marcada por comidas tipicamente amambaiense, que mistura o sabor da cozinha paraguaia, indígena e gaúcha, povo que contribuiu para o crescimento da cidade. Além de comer bem, todos terão bastante trabalho em seus treinamentos, pois contaremos com uma equipe animada e extremamente competente. Os temas serão ministrados por profissionais capacitados e reconhecidos nas áreas de interesse, e com isso capacitaremos com mais eficiência os inscritos da assembleia, a fim de gerirem melhores seus clubes, mas como não só de trabalho vive o homem, façam a criatividade funcionar e preparem suas máscaras para participar do nosso elegante baile de máscaras! Amambai é tudo de bom!.....Venham conhecer nossa linda cidade, tomar um tereré bem gelado, degustar uma chipa, aprender, melhorar, crescer, fazer companheirismo e principalmente: viver momentos inesquecíveis.....! Você não vai querer ficar de fora de tudo isso, vai?! O valor da inscrição que inclui a alimentação, gastos com o evento e taxas da OMIRBRASIL será de 40,00R$. A hospedagem não terá custos, mas é necessário que cada companheiro traga seus “apetrechos” para descansar a morada da alma no fim de cada programação diária. E daí, tá esperando o que pra fazer sua inscrição?

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011



Mesmo quando só melancolia
Viver só traz desarmonia
Sem um amor pra suportar viver
Mesmo quando a casa é oposto ao que é bem viver
E choras sem saber bem por que foi, sente
Há uma força em nós, meu grande amigo
Mais forte que ficar sozinho
No velho mundo gasto e sem calor
Estás farto de uma vida que não tem valor
E de certa nostalgia que não te deixa em paz

Quando for tocar o dedo na ferida
A força que ela tem, o preço de uma vida
De nada valerá viver
Se a gente não sonhar
A vida é só pagar pra ver...

Pe. Fábio de Melo (O Preço de Uma Vida)

AS CRIANÇAS E O AMOR



De uma pesquisa feita por profissionais de educação e psicologia perguntando a um grupo de crianças de 4 a 8 anos "O que é o amor?"

"Amor é quando alguém o magoa, e você, mesmo muito magoado, não grita pra ele, porque sabe que isso fere seus sentimentos".
(Menino de 6 anos)

"Quando minha avó pegou artrite, ela não podia se debruçar para pintar as unhas dos dedos do pé. Meu avô, desde então, pinta as unhas para ela, mesmo quando ele tem artrite".
(Menina de 8 anos)

"Amor é quando uma menina coloca perfume e o menino coloca loção pós-barba, e eles saem juntos e se cheiram".
(Menino de 5 anos)

"Eu sei que minha irmã mais velha me ama, porque ela me dá todas as suas roupas velhas e tem que sair para comprar outras".
(Menina de 4 anos)

"Amor é como uma velhinha e um velhinho que ainda são muito amigos, mesmo conhecendo-se há muito tempo".
(Menino de 6 anos)

"Quando alguém o ama, a forma de falar seu nome é diferente".
(Menino de 4 anos)

"Amor é quando você sai para comer e oferece suas batatinhas fritas, sem esperar que a outra pessoa lhe ofereça as batatinhas dela".
(Menina de 6 anos)

"Amor é o que está com a gente no natal, quando você pára de abrir os presentes e o escuta".
(Menina de 5 anos)

"Se você quer aprender a amar melhor, você deve começar com um amigo que você não gosta".
(Menina de 6 anos)

"Quando você fala para alguém algo ruim sobre você mesmo e sente medo que essa pessoa não o ame por causa disso, aí você se surpreende, porque não só continua amando-o, mas agora o ama mais ainda".
(Menina de 7 anos)

"Há dois tipos de amor, o nosso amor e o amor de Deus, mas o amor de Deus junta os dois".
(Menina de 4 anos)

"Amor é quando mamãe vê o papai suado e mal cheiroso e ainda fala que ele é mais bonito que o Robert Redford".
(Menina de 8 anos)

"Durante minha apresentação de piano, eu vi meu pai na platéia me acenando e sorrindo. Era a única pessoa fazendo isso e eu não sentia medo".
(Menina de 8 anos)

"Amor é quando você fala para um garoto que linda camisa ele está vestindo e ele a veste todo dia".
(Menina de 7 anos)

"Não deveríamos dizer eu te amo a não ser quando realmente o sintamos. E se sentimos, então deveríamos dizê-lo muitas vezes. As pessoas esquecem de dizê-lo".
(Menina de 8 anos)

"Amor é se abraçar, amor é se beijar, amor é dizer não".
(Menina de 8 anos)

"Amor é quando seu cachorro lambe sua cara, mesmo depois que você deixa ele sozinho o dia inteiro".
(Menina de 4 anos)

"Quando você ama alguém, seus olhos sobem e descem e pequenas estrelas saem de você".
(Menina de 7 anos)

"Deus poderia ter dito palavras mágicas para que os pregos caíssem do crucifixo, mas ele não disse. Isso é amor".
(Menino de 5 anos)


Só por hoje te peço:

Que eu não me perca,

que eu não me fira,

que não me firam,

que eu não fira ninguém.

Livra-me dos poços e dos becos de mim, Senhor.

Caio F.Abreu

Ninguém é dono da sua felicidade!




Ninguém é dono da sua felicidade, por isso, não entregue sua alegria, sua paz, sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém.
Somos livres...
E não podemos querer ser donos dos desejos, da vontade ou dos sonhos de quem quer que seja.
Se você anda repetindo muito "você é a razão da minha vida", cuide-se.
Remova essas palavras e, principalmente, a ação dessas palavras da sua vida, pois fazem muito mal ao seu "eu" interior.
A razão da sua vida é você mesmo.
A sua paz interior é a sua meta de vida...
Quando sentir um vazio na alma, quando acreditar que ainda está faltando algo, leve seu pensamento pra os seus desejos mais íntimos e busque a divindade que existe em você.
Pare de colocar sua felicidade cada dia mais distante de você.
Não coloque objetivos longe de suas mãos, abrace os que estão ao seu alcance hoje.
Trabalhe, trabalhe muito a seu favor.
Pare de exigir das pessoas aquilo que nem você conquistou ainda. Critique menos, trabalhe mais...
E não se esqueça nunca de agradecer.
Agradeça tudo que está em sua vida nesse momento, inclusive a dor...
Por fim, acredite que não estamos sozinhos um instante sequer...
Pense nisso, não se destrua por sentir que falta...
Se erga na falta...
Mostre a cada um a cor do seu sorriso!